• Folhado de Chocolate
    Rolo de Massa folhada estaladiça, recheada com um saboroso creme de chocolate e polvilhada generosamente com o mais refinado açúcar em pó.
  • Salame
    Delicioso salame de chocolate cortado em generosas fatias, envolvido em pequenos grãos de açúcar. Destaca-se pela qualidade do chocolate e da bolacha.
  • Biscoitos de Canela
    Biscoito com exterior fino e crocante de interior muito húmido. Detentor de uma forma arredondada, o seu sabor é intenso. Ao saboreá-lo irá sentir uma e leve e agradável sensação de frescura.
  • Biscoitos de Manteiga
    Amanteigado de forma arredondada com um suave travo a limão, este biscoito confere um intrigante e delicioso interior húmido.
  • Bolocha de Morango
    Bem redondinhas e deliciosas, estas bolachas de manteiga têm no seu interior um vistoso e aveludado recheio de morango, ao qual se torna impossível resistir.
  • Biscoitos de Laranja
    Em forma de lacinho, este biscoito de aspeto simples tem contudo um requintado sabor à tão tradicional e saborosa laranja do Algarve.
  • Broas de Amêndoa
    Esta broa é verdadeiramente saborosa, nela podemos sentir o suave sabor da conjugação entre a amêndoa e o limão. Apresenta-se com uma bonita forma arredondada, cor dourada e no seu exterior contém uma amêndoa exposta que a torna ainda mais irresistível.
  • Pastéis de Feijão
    Finas e estaladiças camadas de massa folhada conferem a forma de um espetacular pastel. Está recheado com uma cremosa calda de açúcar e ovo que dá origem a um dos mais típicos e tradicionais doces portugueses.
  • Biscoitos de Limão
    Bolo seco, cuidadosamente torcido à mão, com intenso sabor a limão original da zona do Sobreiro (Mafra).
  • Suspiros das Caldas
    Suspiros médios, com recheio no interior e com um subtil travo a limão. Trata-se de um doce sensível, ideal para amantes de texturas crocantes e sabores doces.
  • Pastéis de Amêndoa
    Finas e estaladiças camadas de massa folhada conferem a forma de um espetacular pastel, recheado com uma cremosa calda de açúcar, ovo e amêndoa.
  • Suspirinhos das Caldas
    Mini Suspiros, crocantes e secos destacam-se pela sua textura lisa e doce.
  • Palmier
    Extraordinária e crocante massa folhada, cortada em forma de coração e envolvida com pequenos e deliciosos grãos de açúcar
  • Jesuíta Glacé
    Estaladiço triângulo de massa folhada, generosamente recheado com o tradicional doce de ovos e canela. Destaca-se pelo contraste da sua fina cobertura glacé.
  • Jesuíta de Amêndoa
    Triângulo de massa folhada, recheado com um maravilhoso creme de ovos, chila e canela, coberto com deliciosas amêndoas torradas e polvilhado com açúcar em pó.
  • Folhado de Maçã
    Rolo de massa folhada perfeitamente combinado com um aveludado recheio de maçã e canela, harmoniosamente polvilhado com açúcar em pó.
  • Folhado de Chila
    Rolo de massa folhada muito crocante, recheado com um maravilhoso e tradicional doce de chila em fios, polvilhado com o mais refinado açúcar em pó.
  • Broas de Noz
    A forma bicuda e comprida dá a esta interessante broa uma forma muito elegante. A sua cor é acastanhada e intensa, o seu sabor complexo devido à suave e perfeita conjugação entre canela , erva doce, mel e noz.
  • Broas de Mel
    De cor dourada de forma comprida e bicuda, nesta broa encontramos a perfeita combinação do mel com a canela, que dão a esta broa uma textura ligeiramente húmida que se desfaz na boca.
  • Broas de Limão e Mel
    Com forma comprida e bicuda esta broa tem uma textura aveludada pela perfeita combinação do mel com o limão. O segredo da intensidade do seu sabor deve-se aos maravilhosos pedaços de raspa de limão.
  • Bolos de Noivo
    Bolo regional muito característico, dado à sua peculiar forma de ferradura, ao seu interessante e intenso sabor a anis e travo a limão.
  • Bolo Rainha
    O bolo rainha é uma ótima alternativa ao tradicional bolo rei, ou para quem não aprecia frutas cristalizadas, este é o bolo ideal para as festividades. Elegante e luxuoso, digno de uma Rainha.
  • Bolacha de Baunilha
    Bolacha crocante e estaladiça generosamente recheada com o mais intenso e adocicado creme de manteiga e baunilha.
  • Beijinhos das Caldas
    Em forma de uma pequena bola crocante e estaladiça, com uma fina calda de açúcar e limão na sua cobertura, os beijinhos são um doce leve e crocante.
  • Bolo Rei
    Com a sua majestosa forma, este é o bolo ideal para completar as suas festividades. Repleto das mais saborosas frutas cristalizadas, passas e frutos secos. Este é o verdadeiro Rei do sabor.
  • Argolas
    Deliciosa argola, crocante e estaladiça com uma fina calda de açúcar e limão na sua cobertura
  • Trança
    Entrançado manualmente, este não é só um bolo elegante mas é sem dúvida o mais delicioso bolo festivo. Repleto de frutas cristalizadas e frutos secos, o que mais se destaca neste bolo são os preciosos fios de doce de chila. Simplesmente divinal.
  • DOCE DE ABÓBORA
    Quando a Tradifana Confeitaria iniciou a sua atividade, em 2006, teve sempre o seu foco na produção de doces e bolos tradicionais – uma reunião de sabores e vivências próprias da região, onde a tradicionalidade provinha de uma rotina diária que começava ainda antes das 6H da manhã com alimentação dos animais e a recolha do leite de todas as vacas. De seguida toda a família tomava o pequeno-almoço (constituído unicamente por alimentos da sua auto-produção – o pão, o leite, o queijo fresco, os doces/compotas, os bolos) e começavam de seguida o trabalho habitual de produção de queijo-fresco, pão, bolos, leite, …. A partir de agosto começava o trabalho conjunto de toda a família na produção de doces: um elemento descascava o fruto, outro cortava em pedaços, outro tirava os caroços/sementes, e a avó colocava ao lume a ferver com o açúcar. As abóboras começavam a ser apanhadas em agosto, parte delas eram utilizadas para fazer o doce, outra parte era congelada para se ir fazendo a sopa, e haviam ainda abóboras inteiras que, colocadas no telheiro, duravam até Dezembro, algumas até Janeiro. O tomate, também apanhado em Agosto, fazia doces que se conservavam bem durante 3 anos. As pêras Rocha eram apanhadas perto de Setembro. Grande parte comiam (o fruto, fresco), uma pequena parte seria então para a produção do doce. Esta história acaba por ser revivida na Tradifana, com a produção tradicional dos doces de Abóbora, Pêra-Rocha e Tomate.
  • BOLO DA AVÓ - MÁRMORE
    Tal e qual como conhecemos, a mistura do sabor do bolo simples com o bolo de chocolate. Com uma textura fofa, onde os sabores se conjugam na perfeição.
  • BOLO DA AVÓ - CÔCO
    Bolo com uma textura suave, o intenso sabor a côco neste bolo só é possível com a incorporação do côco ralado na massa e com o seu polvilhamento na superfície.
  • BOLO DA AVÓ - LARANJA
    Raspamos a casca e esprememos o sumo das laranjas mais saborosas, para que ao comermos o nosso bolo da avó de Laranja, o sabor da laranja perdure, dentada após dentada.
  • DOCE DE TOMATE
    O tomate, também apanhado em Agosto, fazia doces que se conservavam bem durante 3 anos.
  • DOCE DE PÊRA ROCHA
    As pêras Rocha eram apanhadas perto de Setembro. Grande parte comiam (o fruto, fresco), uma pequena parte seria então para a produção do doce.
  • BROAS DE BATATA DOCE
  • MARMELADA